Shine Your Light

Posts Tagged ‘Poesia

O motivo do meu pranto é o mesmo do meu riso
Se tua dor e tua sorte é o que mais almejo
Não há quem duvide de que com duas bocas separadas
……………………………………………………………….[faça-se um beijo
E que de por seu corpo despedaçado me regozijo

Do vento forte fez-se a calma
Despertando mais uma chama
Tocou-nos fundo na alma
Disseminando nosso drama

De repente, não mais que de repente
O que antes afligia veio agora me afagar
E de distante fez-se presente

Tão juntos que foi exorbitante
Fez-se da vida um motivo para celebrar
De repente, não mais que de repente.

Por Natália Nunes


Inabalável
Instável
Imóvel
Nada mais me comove
Tristeza, minha companhia
Alegria, minha ausência constante
Acomodada
Acostumada
Desamparada
Lágrimas cansadas, alegrias vãs
A dor do desprezo toma conta de mim
Sua presença já expulsa minha paz
Descontrolada
Apaixonada
Desesperada
O mau que me causas faz-me viver
Despreparada
Inconsolada
Perdida
Teu amor, teu rancor, minha ferida
Tua vida, teu sossego, meu coração
Teu desprezo, tua outra, minha dor,
Não ligo, mas sem ti também não vivo
Crio!
Imagino sua imagem falsa em outro ser
O teu jeito faz-me querer-te
Tuas bobeiras deixam-me insana
Teus defeitos dominam meus sentimentos…
Odeio-te, mas com todo o meu amor.

Tags:

Escrevo sobre linhas planas

versos de amor sem fim

recordo sobre o passado

momentos nostálgicos de você e de mim

Esperando o “para sempre”

que um dia me prometestes

Aguardo, aguardo, aguardo…

Cansei de tuas mentiras

cansei de esperar por nós

por já ter vivido o utópico de beijar-te

e estarmos entre lençóis

não me apetece mais coisa alguma

já vivi o que precisava

Deixo-te um adeus

e lembranças de nossas vidas passadas…

Escrito dia 27/08/2010 às 12:25. Aula de matemática. (Detalhe dispensável, não?! :P)
(Não trazer esses versos à realidade. Hahahah.)

Tags: