Shine Your Light

Posts Tagged ‘Mulher

“(…)

-Não nego que possa haver causas metabólicas para os transtornos alimentares, mas as causas sociais são inegáveis e indesculpáveis. Há cinquenta milhões de pessoas com anorexia nervosa no mundo, um número que nos remete às proporções do número de mortos na Segunda Guerra Mundial.

De repente, o mestre perdeu a sobriedade, deixou o tom ameno e, como se fosse um psicótico, subiu numa poltrona que estava ao seu lado e bradou em alto e bom som:

– ‎O sistema social é astuto, grita quando precisa se calar e se cala quando precisa gritar. Nada contra as modelos e os inteligentes e criativos estilistas, mas o sistema se esqueceu de gritar que a beleza não pode ser padronizada.
(…)
– Onde estão as gordinhas nos desfiles? Onde estão as jovens com quadris menos bem-torneados? Onde estão as mulheres de nariz saliente? Por que neste templo se escondem as jovens com culotes ou estrias? Não são elas seres humanos? Não são elas belas? Por que o mundo fashion, que surgiu para promover o bem-estar, está destruindo a autoestima das mulheres? Essa discriminação socialmente aceita não é um estupro da autoestima? Não é tão violenta quanto a discriminação contra os negros?
(…)
-Rogo aos inteligentes estilistas que amem as mulheres, todas elas, que invistam na saúde psíquica delas não utilizando apenas a exceção genética para expressar sua arte. Poderão perder dinheiro, mas terão ganhos insondáveis. Vendam o sonho de que toda mulher tem uma beleza única.
(…)
– Noventa e sete por cento das mulheres, em algumas sociedades modernas, não se veem belas. Por isso, em cada loja de roupa e em cada etiqueta deveria haver uma tarja semelhante à da advertência contra o cigarro com frases como esta: “Toda mulher é bela. A beleza não pode ser padronizada

Tanto a primeira parte quanto esta foram retiradas do livro O vendedor de sonhos – capítulo 23- não completo. Pensei em opinar, mas decidi que não seria preciso. O texto por si diz tudo. Recomendo o livro!

“- O estereótipo do belo, no mundo da moda, começou a ser formado peça exceção genética. Que desastre! Que injustiça

-Chefinho, é caro o estereótipo? – perguntou, pensando que era um tipo de roupa. O mestre disse-lhe:
-As implicações são caríssima. – E explicou: Para maximizar as vendas e gerar uma atração fatal entre as mulheres, o mundo fashion  começou a usar o corpo de jovens completamente fora do padrão comum como protótipo de beleza. Uma entre dez mil jovens de corpo magérrimo e fácies, quadris, nariz, busto e pescoço estritamente bem-torneados tornou-se ao longo dos anos o estereótipo do belo. Que consequências no inconsciente coletivo!
(…)
– A exceção genética virou a regra. As crianças transportaram as bonecas Barbies com seu corpo impecável para o teatro da vida, e as adolescentes transformaram as modelos em um padrão de beleza inalcançável. Esse processo gerou, em centenas de milhões de mulheres, uma busca compulsiva do estereótipo, como se fosse uma droga. Elas, que sempre foram mais generosas e solidárias que os homens, se tornaram, sem perceber, carrascas de si mesmas. Até as chinesas e japonesas estão mutilando sua anatomia para se aproximar da beleza das modelos ocidentais. Sabiam disso?”

CONTINUA