Shine Your Light

Posts Tagged ‘Heróis


Não, os meus heróis não são os de brinquedos nem os que se apresentam na televisão.
Não são os de quadrinhos, nem os meus antigos amigos imaginários.
Meus heróis não usam máscara nem capa, nem têm o máximo poder.
Meus heróis não voam nem lêem pensamentos, e não tem a mínima chance de, num estouro, salvar todo o mundo. Mas eles salvam o meu mundo, e, provavelmente, o seu também.

“E agora, vamos falar com os nossos heróis.” Pedro Bial

E como endeusar um simples jogador de BBB? Heróis?? Realmente, eles estão numa vida boa, falando asneiras, participando de jogos e festas e salvando o mundo. O mundo dos alienados que os assistem, talvez.

Sabe quem são meus heróis?

Aqueles que deixam suas famílias aqui para se dedicarem aos que sofrem em países mais precários.
Aqueles que têm uma missão. Que levam amor a orfanatos e asilos.
Aqueles que se abdicam de si mesmos para nos ensinar algo. Que toleram alunos mimados e mal-educados para cumprirem seus papeis de heróis, e ainda assim são pouco valorizados.
Aqueles que saem para trabalhar, ficam o dia todo ralando para pagar as contas, fazem as compras e ainda brincam com as crianças quando chegam em casa.
Aqueles que arriscam sua vida para salvar outras vidas quando tudo alaga ou desmorona.
Aqueles que estão de vigília para que tenhamos segurança. Não, eles não são falhos. Falhos são os bandidos em seus papeis de humanos.
Aqueles que têm amor a um abandonado na rua, e não o julga por suas condições, porque sabem que não estão ali por que querem. Esses, ao invés de tacar pedra, acolhem.
Aqueles que lutam pelos animais. Reclamam e denunciam quando vêem os outros fazendo roupas da pele deles, porque sabem que uma vida não vale só um conforto. Aqueles que lutam para que não haja mais touradas, porque sabem que o sofrimento de muitos não pode ser diversão nem para poucos. E não dizem: “São só animais…”
Aqueles que se dedicam durante anos nos seus estudos para não prejudicar ninguém em seu trabalho. Salvam várias vidas por dia, mas nunca são reconhecidos; erram uma vez, e são apedrejados. Ainda assim, continuam na luta por mais conquistas.

(…)

Clique na imagem para ampliá-la.


Você decide: Quais são seus heróis?

“Quem é este estranho personagem? QUEM É ?
Homem ou mulher, velho ou moço,
Que em sua ação é ao mesmo tempo músico e regente?
Quem é esta estranha figura que em seu trabalho chora e ri, fala e escuta, conta e encanta?
Quem é este ator que precisa entusiasmar o grupo e ao mesmo tempo atender ao apelo individual?
Precisa manter a ordem sem perder a serenidade; falar a todos, ouvindo cada um?
Quem é este estranho personagem que possui a indômita magia para ajudar a todos a desabrochar e se expressar, aprender e se transformar, construir e sonhar?
Quem é este estranho malabarista que necessita se equilibrar entre conteúdos e competências, limitando excessos, favorecendo autonomia, acordando inteligências provocando pensamentos?
Quem é este anjo que empresta a filho dos outros o tempo que para os seus não tem e que, cobrado pelos desafios da vida, sempre dura, não consegue apagar a emoção que a rotina propicia?
Quem é este estranho personagem que necessita sempre resolver, saber, decidir, propor, desafiar, sem oportunidade de perder o instante, sem o recurso de deixar para depois?
Quem possui essa aura para, esgotado, renovar esforços; combalido, encontrar energia? Quem pode, ao entrar em cada classe, refazer-se novo, como se aquela fosse a única?
Quem é este estranho personagem que aprende a empatia, que ensina e pratica a solidariedade?
…que prega, administra a progressão do currículo que deseja, avalia com olhar abrangente, vibra com sucessos que não são seus?
Quem é este distribuidor de sementes que não colhe para uso próprio os frutos que plantou?
Quem é este estranho personagem? Quem é este teimoso otimista que confia no aluno, que acredita no amanhã, que espera sempre pelo sonho?
Quem é este estranho personagem? Se ignorar a resposta, busque-a no espelho, prezado professor…”

Sinto-me lisonjeada por ter vocês como professores. Certas pessoas merecem ser lembradas o máximo possível. Gerações futuras ouvirão falar de vocês… eu sei que sim. Eu, por exemplo, vou ter o maior orgulho em dizer: foram MEUS professores! E já dá até saudade só de pensar.
Professores,
Porque vocês são, nós somos.
O que vocês são, nós também nos tornaremos, se depender de vocês e de nossa vontade… grandes pessoas!

Como é possível que os repudiem? Sem vocês o mundo não progride, o mundo não existe. O médico é o médico; engenheiro, engenheiro. Talvez os de maior preço na praça. Mas o que seriam eles se não fossem os professores?

O que é um professor?

Pode ser apenas alguém que transmite informações, mas pode também ser um guia, um amigo ou um ditador.

Ele ensina o que os permitimos: não só matérias escolares, mas, por já terem vivido o que, em breve, viveremos, nos alerta e nos protege.

Professores artistas. Quantas vezes não esquecem suas próprias lutas para nos dizer palavras de encorajamento?
Professores peculiares. Não basta ser bom, tem que gostar.
Professores heróis. Como suportar a todos os alunos dentro de uma sala? Como não perder a cabeça e sair correndo? Como não surtar? Como não desejar voltar atrás?
Professores, enfim, indescritíveis. Encho a boca para falar do quão maravilhosos são meus professores. Que orgulho deles!

Quando eu me formar, quero conseguir fazer com que tantas pessoas se apaixonem pelo colégio. Não só como um lugar com cantos, cadeiras e canetas, mas como um lugar com pessoas especiais que te fazem crescer na vida… Foi isso o que eles me mostraram. A vocação de vocês têm despertado a de muitos. 😉

Juro que não é hipérbole..

Dia dos professores. Simbolicamente, hoje. Necessariamente, todos os dias.

Dedicado a meus professores : Walace C, Diego Zimmermann, João Luiz, Anne Caroline, Priscila B, Priscila G, Luisa Quarti, Eliane Martins. E a meus não professores : Louise F e Michelle N. E a todos os professores do mundo!! 😀