Shine Your Light

Mamãe, não me jogue fora.

Posted on: 05/05/2011

“Eu sou a voz que você nunca ouviu. Mamãe, o beijo que nunca te traiu. Eu sou e quero ser como você. Serei seu maior presente… me deixa nascer!!”

Como tudo nesse mundo, jogar bebês em latas de lixo virou moda. Algo que comove qualquer um, por exemplo, a mim quando assisti ao Profissão Repórter.
Eu tinha um pensamento muito forte sobre isso. Jogou fora? Pena de morte. Mas, sabe… não é tão simples assim. Ninguém faz isso por pura maldade. Como diria Caetano Veloso, cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é.  Só pra deixar MUITO claro, não sou a favor dessa atrocidade em circunstância alguma.

É fácil demais julgar uma mulher por ter abandonado seu filho, mas é muito difícil pegá-lo e criá-lo, né? Pra mim, dá no mesmo… se você vê uma criança abandonada e não adota, você está sendo tão “criminosa” quanto a que jogou. Talvez você pense “não tenho condições”. É… talvez seja esse o mesmo motivo da outra. Quantas vezes não agimos por impulso e depois nos arrependemos? Imagina como não deve ser querer seu filho de volta e não poder tê-lo por um ato errado cometido anteriormente? A justiça é assim.. justa com quem quer. A mãe pode ter errado uma vez, mas ela também pode se arrepender.

Acho uma hipocrisia quando a sociedade se choca diante de uma criança abandonada mas não se importa quando milhares de embriões e fetos são jogados no lixo semanalmente por uma verdadeira indústria do aborto. Qual é a diferença? Em ambos os casos se trata de crianças jogadas fora. Em ambos os casos se trata de coisas absurdas e inaceitáveis.

Mais uma vez, não acho justo uma mãe jogar seu filho numa lata de lixo, mas eu quis comparar com o aborto pra ver se as pessoas param com essa mania de sensacionalismo.

Anúncios

20 Respostas to "Mamãe, não me jogue fora."

adorei as tirinhas no teu blog!

bjus
http://www.blogdatruzzi.blogspot.com

Eu tomei conhecimento dessa história pelo jornal e imagino que o choque pela noticia, com ares de ineditismo, não é válido tendo em vista os problemas sociais apontados no seu texto. Infelizmente, fiquei sabendo que tal fato triste não é um acontecimento único e isolado e sim um fato histórico, assim como o aborto. Precisamos parar de tomar o sol com o peneira e encontrar um meio de resolver esse problema.

Concordo em partes com o que vc falou já que um filho não é algo que se pega assim como catapora e sim faz .Se ela não queria pq fez???Outro ponto importante que eu vejo nessa história ok ela não queria a criança mas pq jogar naquela caçamba ,deixasse a criança na porta de um mercado ou em outro lugar mas não ali correndo riscos de morte.
Abraço
http://uaimeu10.blogspot.com/

Com certeza concordo com você. Acho que não fui muito clara no texto e tal.. abomino completamente isso.. existe orfanato, sabe.. desnecessário..
tava falando de a mãe se arrepender, por exemplo… o povo não perdoa, sabe.. parece quen ngn age por impulso. Mas é difícil também.. =/

eu sou contra o aborto como vc… acho que tê se tomar cuidado com embriões e coisas afins que são tratados como mercadoria…no entanto não acho que ver uma criança na rua e não adotar seja um crime..afinal nem todos têm condições financeira,emocional ou tempo para adotar uma criança…e tbm existem outras formas de ajudar essas crianças..eu dou aula de teatro num centro social…creio que ajudo as crianças que trabalho sem precisar adota-las….

Existem mães e existem MÃES…

Existem também preservativos e pílulas anticoncepcionais, que o SUS(ÃO) dá de graça prá galera…

Um filho é uma benção, agora imagine pegar uma doença venérea…

Esse seu post me fez pensar nem todas as mãe são anjos rs…

http://flavianerisfala.blogspot.com/

Obrigada pela sua visita ! Volte mais vezes ok ?

Um assunto controverso.

Talvez seja fácil julgar, como você falou; mas difícil é entender atrocidades. A verdade é que uma atitude não vai nunca justificar outra e, independente de qualquer coisa, a atitude de descartar uma criança tem um peso muito grande. Não consigo me imaginando longe ou afastada de um filho meu, ao mesmo tempo não estou dentro dos padrões exigidos pela sociedade para conseguir formalizar uma adoção. A burocracia aqui é grande e muitos querem adotar, mas não são aceitos como pais pelos órgãos responsáveis; e isso deve ser considerado também.

Falta humanidade no Brasil (em todos os sentidos).

Adorei a frase do início. Sabe, eu olho para o mundo de hoje e sinto tristeza por fazer parte de uma humanidade que parece desprovida de sentimentos. Tanta maldade que vejo por aí e que por muitos tornou-se banalidade pela frequência com que acontecem.Abandonos são o cúmulo da crueldade, seja quando fetos, seja quando bebês, quando crianças… Onde está o nosso amor ao próximo? Ver uma mãe deixar de lado o próprio filho, parte dela, nos faz desacreditar dos caminhos dessa vida. Achei válida a sua reflexão. A sociedade é mestre em julgar mas é dificil se colocar no lugar.
Bjs

A sociedade anda meio amortecida sobre certos assuntos.. como é o caso do aborto.

Gostei muito da forma como conduziu a reflexão!

;D

Natália tudo choca. Independente de feto ou criança.
Como vc mesmo disse ‘virou moda” jogar criança no lixo.
Só Deus mesmo viu?

bjinhos

gxputoxgkdrxllhqdezg, wwgscwwwbr , [url=http://www.icjpupgskd.com]wyayytfxzz[/url], http://www.yncfgjrlsm.com wwgscwwwbr

será q vamos nos humanizar algum dia?

Definitivamente os fins não justificam os meios. Sendo fácil ou difícil julgar, uma mãe que joga um bebê numa lata de lixo será sempre um monstro sem escrúpulos.

com certeza. Não discordo. Mas quem passa e não adota, não seria tão monstro quanto? =/

todas as maes, mesmo aquelas que nao querem ser mae,mais esta gravida, ter um filho e uma dadiva de Deus, a criança nao pedio para nascer, mais tambem jogar fora como se joga um saco de lixo, fale com seus pais, parceiro com certesa eles vao entender. se seu parceiro nao entender e porque ele nao merece o milagre da vida que e uma crinça, inocente e que precisa da mae.

Todas as mães, mesmo aquelas que não querem ser mãe, mais esta grávida, ter um filho e uma dádiva de Deus, a criança não pediu para nascer, mais também jogar fora como se joga um saco de lixo, fale com seus pais, parceiro com certeza eles vão entender. Se seu parceiro não entender e porque ele não merece o milagre da vida que e uma criança, inocente e que precisa da mãe.

e triste que uma mae joge um filho fora, mais e mais triste fazer sexo sem camisinha e nao tomar remedio anticoncepisional, gostaria que essas meninas nao se deixa-sem levar por iluçoes de seus namorados. sexo com segurança e consiente.

e muito tristre saber que uma criança foi anbandonado pela mae use camisinha ou tome anticoncepisional sexo sem camisinha de gravidez nao caia em eluçao de namorado nao aceite fazer sexo sem camisinha e voce propria mae ver um filho ser gerado cresendo na barriga da mae e o abadona se nao quis a gravides use preservativo .

fabiana 9 nove anos

e tristre ver uma mae jogar o filho fora sexo so com presevativo .ok.
nao joge seu filho fora.

fabiana 9 nove anos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: